Réquiem para Meu Amado (conto)

17 de julho de 2009 at 18:41 (contos, crônicas e textos)

A jovem pianista tocava.

Ela dedilhava as teclas do piano como se não houvesse amanhã, não houvesse próxima nota, como se não houvesse vida além disso.

Ela podia sentir. Seu amado estava lá.

Quanto mais alto ela tocava, quanto mais próxima ela chegava da perfeição, mais perto podia senti-lo.

Ele estava lá, tentando se aproximar dela.

E era a música que iria uni-los novamente.

Continue lendo »

Anúncios

Link permanente Deixe um comentário